quinta-feira, 1 de abril de 2010

Amor,é?

Tanto se fala de amor.Tantas teorias,músicas,demasiadas contradições.E nós,nem tão sábios ou compositores,sempre nos contradizemos.
Acredito que o amor,quando verdadeiro,permanece.Não é necessário as duas pessoas ficarem juntas pra sempre pra se dizer que o amor existiu.A cabeça muda,não adianta insistir.Nessas horas,se sempre foi amor,se transforma pra poder acolher as novas necessidades.Amor verdadeiro é isso:nunca muda e essência mas,se a vida surpreendeu e mudou,muda-se também a forma de se mostrar.
Não vim aqui pra inventar mais uma teoria,pois sou eterna confusa.Apenas me pergunto (sempre!)se o amor é tão limitado pra ser envolto em tantas definições.O amor é maior que qualquer entendimento.
Amor puro,ilícito.Amor bandido.É coisa de pele,de alma.Amor sofrido,confuso.Não há mais ou menos amor.Há o amor.Não é um conceito batido.É o sentimento que move as loucuras desse mundo.É o causador de todas as loucuras.É calmaria.
No fim das contas,não adianta muito músicas guiando o caminho.Quando é amor,você sabe.Mesmo não parecendo aquele conto de fadas ou como aquele poeta disse...

Um comentário:

  1. - simplesmente PERFEITO . você realmente escreve muito bem .
    beijoos .'

    ResponderExcluir